I Can See You
As minhas músicas, os meus pensamentos, as minhas reflexões...
01 de Setembro de 2013

Mais uma música que ouvi nos Diários de Vampiros.

 

Por vezes, ficamos inseguros sobre o nosso futuro. Estamos felizes agora, mas por vezes acontece algo que nos faz ter algum medo do que possa acontecer à nossa relação. Por vezes, quando ela se deita ao nosso lado à noite e fica entre os nosso braços, notamos que ela fica pensativa.

E pensamos em como irão ser as coisas daqui a algum tempo.

Será que envelheceremos em conjunto? Ou pelo contrário, o tempo ajudará a perceber que afinal não éramos as pessoas certas um para o outro.

Temos receio de cairmos os dois no esquecimento, pois pensamos que um de nós poderá não sentir o mesmo no futuro...



"When you fall asleep with your head upon my shoulder.

When you're in my arms but you've gone somewhere deeper.


Are you going to age with grace?

Are you going to age without mistakes?

Are you going to age with grace,

Or only to wake and hide your face?


When oblivion is calling out your name,

You always take it further than I ever can.
When you play it hard, and I try to follow you there.

It's not about control but I turn back when I see where you go..."

 

publicado por Matt Xell às 22:20 link do post
24 de Agosto de 2013

Mais uma música de Diários de Vampiros.

 

Por vezes, é complicado gerir o que o nosso coração nos diz com a razão. As decisões que tomamos, após muito pensar, são as mais seguras e as menos arriscadas. Mas apesar disso, o nosso coração ganha sempre.

 

Sentimos a chama dentro de nós, que nos alegra todos os dias, e eu nos faz querer alcançar aquilo que mais desejamos.

E quando por receio, tomamos a decisão mais segura, o nosso coração faz-nos arrepender profundamente mais tarde.

Pois sabemos que não arriscámos quando deveríamos e ficamos com algo preso dentro de nós, e que o nosso coração nunca nos irá permitir esquecer...

 

 

"My heart and my mind have been with me always

But not long enough to keeping in mind

I know that my mind is both getting bad days

But my heart wins every time


I feel the fire,

I see a flame set me a light, bring me desire bottled up tight.

Like cage in the ocean

dousing my sun, down on the sky

bring me your motion, bottled up tight.


I count when I can the people who walk by,

Imagine that part crossing with mine,

And maybe it's true a part of the blood line,

we walk like with pretty much by..."

 

 

publicado por Matt Xell às 21:17 link do post
18 de Agosto de 2013

Uma música que ouvi no Diários de Vampiros.

 

Por vezes gostamos de alguém, mas temos receio da forma como as coisas irão correr no futuro. Sentimos um medo que nos acompanha todos os dias, pois já sofremos no passado com alguém que nos magoou...Por isso não nos é fácil adormecer....

Demoramos um pouco a ultrapassar essa nossa ansiedade e a acalmar-nos e convencer-nos de que a pessoa ao nosso lado nunca nos irá magoar.

 

Apercebemo-nos de que não podemos seguir cegamente a pessoa que amamos e temos de seguir o nosso próprio caminho.

Pois temos de pensar em nós próprios e um futuro nunca será risonho se apenas nos preocuparmo-nos em fazer a outra pessoa feliz, e sermos apenas nós a fazer os sacrifícios na relação. Pois é um amor terrível aquele em que estamos dispostos a fazer tudo por alguém, mas que nos faz por vezes sacrificar um pouco de nós.

 

 

"It's a terrible love That I'm walking with spiders

It's a terrible love that I'm walking with...

It's a terrible love That I'm walking with spiders

It's a terrible love that I'm walking with...

It's quiet company It's quiet company...

 

And I can't fall asleep Without a little help

It takes awhile To settle down My ship of hopes

Wait til the past leaks out...

  

But I won't follow you Into the rabbit hole

I said I would

But then I saw your ship of woes

They didn't want me to..."

 
 
publicado por Matt Xell às 23:38 link do post
11 de Agosto de 2013

Às vezes, há alturas em que preferimos não saber a verdade. Em que queremos ser enganados.

E pensar que deve ter acontecido um erro qualquer ou um mal entendido.

Pois não queremos acreditar que ela nos tenha magoado tanto de propósito.

Queremos iludir-nos e pensar que o que aconteceu era apenas um pesadelo.

E que ela não destroçou o nosso coração e partiu-o em mil pedaços.

 

Mas sabemos que infelizmente, não há forma de escapar à realidade do que aconteceu.

E podemos fingir que está tudo bem, e que os problemas não têm de ser resolvidos. Mas isso era como andar com os olhos tapados em direcção a um abismo...

 

 

"Don't tell me the truth

Tell me that it didn't happen

There's been a mistake

There's been a misunderstanding

 

Dirty your hands

Tearing my heart into pieces

If this is the end

Then we whisper the wind and release it


We don't have to know

We don't have it all worked out

We can just keep Walking blind


Don't give me your word

Give me something to hold on to

I don't want to fight

I don't want no big decision

I'm not afraid for tearing your heart into pieces"

publicado por Matt Xell às 23:59 link do post
27 de Julho de 2013

Uma música que ouvi em Diários de Vampiros.

 

Por vezes, ficamos na dúvida se alguma vez conseguiremos ultrapassar os "ses" na nossa vida.

Pois a dúvida instala-se nas nossas mentes e sentimos que existe uma nova hipótese.  Somos enganados ao pensar que ela se esqueceu do passado e que existe um hipótese de voltarmos a estar juntos.

Pois sentimos um vazio na nossa vida sem ela, que nem ninguém, nem nada consegue preencher.

 

Mas sabemos que ela ainda poderá voltar para nós, pois nunca nos disse adeus.

Sofremos pelo facto de não estarmos com ela, e o silêncio dela, congela-nos o coração. E sentimos uma dor no coração, pois não chegamos a dizer tudo o que lhe queríamos dizer...

 

"Can we ever get rid of the whats and the ifs

That doubts that exist in our minds

In the silence I am tricked into thinking you'll forget

And I'll be stranded like a man in a mine


The day between the soil and the sky

An emptiness, a void, a heaviness, a sigh,

But I know you will make through alive

Cause you never said goodbye


Like a city besieged, it was the loneliest thing

Your silence held in cold delay

And I felt faint of heart cause I was caught between

The weight of everything I couldn't say


The day between the soil and the sky

An emptiness, a void, a heaviness, a sigh,

But I know you will make through alive

Cause you never said goodbye"

 

 

 

publicado por Matt Xell às 20:02 link do post
15 de Junho de 2013

Uma música que ouvi nos Diários de Vampiro.

 

Por vezes, sentimos que temos de mudar o rumo das nossas vidas. Temos de recomeçar do zero, e aproveitar uma segunda oportunidade.

Temos de escapar da nossa vida, pois sentimos que estamos a ser irrelevantes. E sentimos que estamos adormecidos e sonolentos, como se estivéssemos a tomar medicamentos.

Nós ainda podemos ser quem queremos ser.

Ser o que dissemos que queríamos ser quando nos conhecemos, e recomeçar a nossa vida...

"Pick it up, pick it all up.

And start again.

You've got a second chance, you could go home.

 

Escape it all.

It's just irrelevant.
It's just medicine.

It's just medicine.


You could still be, what you want to,

What you said you were, when I met you.
You've got a warm heart,

you've got a beautiful brain.

But it's disintegrating, from all the medicine."

 

publicado por Matt Xell às 15:07 link do post
09 de Junho de 2013

Uma música que ouvi na Anatomia de Grey.

 

Por vezes, sabemos que chegámos ao fim de uma relação. E não temos forças para continuar a lutar.

Não queremos aceitar que o fim chegou e que é altura de dizermos adeus e nos separar.

Por isso, no momento da despedida não conseguimos deixar de abraçar, pois sabemos que será a ultima vez que iremos estar juntos.

 

Sabemos que a vida irá continuar  para ela e só nos lembramo-nos de que devíamos viver o resto da nossa vida como se fosse o último. Sabemos que este destino não era o que ambos esperaríamos da nossa vida, que temos de ser fortes e seguir em frente e que não sabemos o que o futuro nos reserva.

O nosso futuro era estarmos juntos, mas isso nunca irá acontecer.

 

Não deveremos ficar em lágrimas mesmo que nos falte uma parte de nós. Só queremos estar junto dela no ultimo momento que que estaremos juntos....

 

"Hold me now cause I couldn't even if I tried
It's over now I guess it really is my time
I don't want to go but it's time I gotta say goodbye
So hold me now cause this will be our last time

I'm slowing down and I don't think that I can fight
I know somehow you'll find a way to live your life
Remember just to live everyday like it's your last
And hold me now cause I think it's time for me to pass

I don't wanna die, I don't know why
This kind of fate was me ant for me
You gotta be strong, gotta move on
It's not how it was supposed to be

What you wanna say? It was never supposed to end up this way
What do I have to do? When supposed to grow old with you
But that ain't gonna happen No that ain't gonna happen
 
Hold me now cause the time I've got running now
No tears allowed even though we've become without
I just wanna feel your head lying on my chest
So hold me now as I take my last breath..."
 
 
publicado por Matt Xell às 15:34 link do post
tags: ,
01 de Junho de 2013

Mais uma música que ouvi na Anatomia de Grey.
A vida ensina-nos que por vezes só damos valor às coisas quando já as estamos prestes a perder.
Tal como apenas precisamos de luz quando a fogueira está prestes a apagar-se, e tal como sentimos saudades do Sol quando começa a nevar, apenas nos apercebemos de que afinal sentimos algo por alguém, quando essa pessoa se afaste de nós por nossa culpa.
Tal como detestamos estar fora quando sentimos saudades de casa, também por vezes sabemos que cometemos um erro tarde demais.
E quando olhamos para o futuro, esperamos que o nosso sonho se concretize. Mas a vida ensina-nos que os sonhos desparecem num instante antes de se tornarem realidade. E não conseguimos deixar de sonhar com ela quando os nossos olhos se fecham. e quando estamos sozinhos, olhamos para o tecto e sentimos um vazio no nosso coração. Apesar de sabermos que a iremos ver nos nossos sonhos, nunca mais a iremos tocar e estar com ela...
 
 
 
 
"Well you only need the light when it's burning low
Only miss the sun when it starts to snow
Only know you love her when you let her go

Only know you've been high when you're feeling low
Only hate the road when you’re missin' home
Only know you love her when you let her go
And you let her go

Staring at the bottom of your glass
Hoping one day you'll make a dream last
But dreams come slow and they go so fast

You see her when you close your eyes
Maybe one day you'll understand why
Everything you touch surely dies
 
Staring at the ceiling in the dark
Same old empty feeling in your heart
'Cause love comes slow and it goes so fast
 
Well you see her when you fall asleep
But never to touch and never to keep
'Cause you loved her too much
And you dived too deep
publicado por Matt Xell às 22:05 link do post
25 de Maio de 2013

Mais uma música que ouvi na Anatomia de Grey, com uma letra linda.

 

Por vezes, sentimo-nos presos na nossa vida e não conseguimos evitar certas coisas que são evidentes aos nossos olhos.

Passamos todas as noites a recordar o passado e tentamos recordar da cara da pessoa que um dia esteve ao nosso lado.

Mas isso revela-se uma tarefa impossivel.

 

Por mais que tentemos, o tempo acabou por nos afastar. E apercebemo-nos de que já não existe nada que se pudesse aproveitar da antiga relação.

Mas isso não nos impede de tentar reviver e recuperar o passado... mas, sabemos no nosso íntimo que isso nunca irá acontecer...

 

"I was stuck in the ground

Trying to cover my eyes.

Trying to move all this light.

 

I spent all night

Trying to remember your face.

Like trying to get blood from a stone.

 

But there was nothing to save.

And no one to lie to.

And I watched as the bone dust hung in the sky.

Like a dim flock of endless prayers.

 

And I spent my days out chasing the wind.

Trying to turn gold from your hair.

But there was nothing to save

In the flux and decay

Of the changing winds..."

 

 

 

publicado por Matt Xell às 18:23 link do post
18 de Maio de 2013

Outra música que ouvi na Anatomia de Grey.

Por vezes, não conseguimos aguentar o facto da pessoa de quem gostamos parecer que não se importa com as coisas que fazemos por ela.

Sentimos que não conseguimos chegar a ela e que estamos a perder a ligação que tínhamos com ela.

Fomos importantes para ela no passado, mas agora sentimos que ela está a afastar-se de nós.

Fizemos tudo por ela, mas parece que não é suficiente. E vemos nos olhos dela, que a única coisa que podíamos fazer seria deixarmos de ser quem somos por ela.

E só sentimos que por mais que façamos, que ela está a afastar-se de nós lentamente...

 

"This is getting hard to bear

Face it i'm not getting through

I don't even think you care,

All the things I won/want for you


I have been your champion

So why do you walk away
I bought you the sky

And the oceans too

 

By the look in your eye

The only thing I couldnt do

Is fail for you

Don't ask me to fail for you


My neck is so weighed down with gold

My glory always on display

Strangers in the street dig holes (or behold)

And you just turn your head away

I will be your victory

And still you walk away..."

 

 

publicado por Matt Xell às 22:40 link do post
My playlists

Update: 10 músicas que transferi recentemente para o meu leitor de mp3

1. David Fonseca - All that I Wanted

2. Maroon 5 - Payphone

3. Taylor Swift - We are never getting back together

4. Fun - Some Nights

5. Michael Kiwanuka - Home Again

6. Christina Perry - A Thousand Years

7. Florence & The Machine - Shake it out

8. Keane- Silenced by the night

9. Gotye - Somebody that I used to Know

10. Awol Nation - Sail

 

Setembro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
subscrever feeds
mais sobre mim
Contactos

Perfil Facebook

links
Os meus filmes

Filme Favorito

Clube dos Poetas Mortos

Update: Último filme que vi no cinema...

Patrulha de Barro

Nota: ***

Último filme em DVD que vi...

Os Vingadores

As minhas séries de TV

Série Favorita de todos os tempos

Friends

Update: Séries que estou a ver...

- Sangue Fresco

- A Teoria do Big Bang

- Foi assim que aconteceu

Séries que estou a descarregar da Net...

The Voice- Season 3

Guilty Pleasure

Glee

Os meus livros

Último Livro que li

O mar de Ferro - George R. Martin

Update: Livro que estou a ler

A Rapariga que sonhava com uma lata de gasolina e um fósforo- Steig Larsson

Próximo livro na minha mesa de cabeceira

A Dnça dos Dragões- George R. Martin

blogs SAPO