I Can See You
As minhas músicas, os meus pensamentos, as minhas reflexões...
07 de Abril de 2013

Uma música que ouvi nos Diários de Vampiro.

 

Por vezes, separamo-nos de alguém de quem eramos amigos. E não conseguimos perceber de início o que fizémos mal.

E tentamos encontrar abrigo, e só queremos ficar sozinhos. Pois nunca nos sentimos desta forma, pois sentimo-nos sozinhos, uma vez que a pessoa em quem tanto confidenciámos não está lá.

 

E começamos a pensar se fizemos e dissemos algo de errado. E pensamos no que poderemos fazer para as coisas ficarem como dantes.

Pois ela ultimamente já não ouve e confia em nós como dantes.E sentimo-nos a afogar quando ela não está junto de nós. Por isso queremos que ela esteja ao nosso lado para nos ajudar a respirar e sentirmo-nos melhor...

Mas o facto de termos pensado só em nós, não nos permitiu ver que essa pessoa também não estava bem. E deveríamos ter estado também ao lado dela, quando ela mais precisava e perceber o que ela estava a sentir...

 

 

 

"I find shelter in this way

Under cover, hide away

Can you hear when I say

I have never felt this way

 

Maybe I had said something that was wrong

Can I make it better with the lights turned on

Maybe I had said something that was wrong

Can I make it better with the lights turned on

Can I be, was I there

Felt so crystal in the air

I still want to drown whenever you leave

Please teach me gently on how to breathe


And I'll cross oceans like never before

So you can feel the way I feel it too

And I'll send images back at you

So you can see the way I feel it too..."

publicado por Matt Xell às 20:32 link do post
tags: ,
03 de Junho de 2012

Mais uma música que ouvi na Anatomia de Grey.

 

Por vezes, saímos de uma relação, da qual saímos magoados, pois fomos demasiado ingénuos. Acreditávamos que tudo era perfeito, mas um dia as diferenças foram demasiado fortes para que continuassemos juntos. As coisas podem mudar num instante e é difícil controlar quando as coisas começam finalmente a desmoronar.

 

E é nesse momento que sentimento aquele sentimento ambíguo, em que apesar de aindar gostarmos da outra pessoa, por vezes sentimos-nos melhor quando ela não está junto de nós e nos momentos em que a outra pessoa nos dá o nosso espaço. E procuramos nesse tempo de incerteza tentar encontrar novamente o amor que já existiu. Mas por outro lado, nesses momentos em que estamos sozinhos, permite-nos reflectir melhor sobre as falhas da outra pessoa, que muitas vezes ignorávamos quando estávamos com ela. E por vezes, lutamos para tentar escapar da prisão em que a vida nos colocou, pois a forma como as coisas se desenvolveram, fizeram com que nos atirassemos para a frente, sem pensar no futuro. E gostamos deste isolamente temporário. E lembramo-nos dos tempos que andávamos de mãos juntas, a olhar para as estrelas à noite e em que contámos os nossos segredos, e tomamos consciência de que as promessas que nos fizeram foram com o vento...

 

E sabemos que precisamos de um tempo para reflectir sobre a nossa vida, pois ainda somos novos e temos ainda oportunidades de encontrar aquilo que tanto nos faz falta...

 

 

"We're only young and naive still
We require certain skills
The mood it changes like the wind
Hard to control when it begins

The bittersweet between my teeth
Trying to find the in-betweens
Fall back in love eventually
Yeah yeah yeah

Can't help myself but count the flaws
Claw my way out through these walls
One temporary escape
Feel it start to permeate

We lie beneath the stars at night
Our hands gripping each other tight
You keep my secrets hope to die
Promises, swear them to the sky..."

 

publicado por Matt Xell às 09:23 link do post
29 de Abril de 2012

Uma música que ouvi na Anatomia de Grey, com uma letra lindissíma.

 

Por vezes estamos numa relação complicada em que amamos outra pessoa, mas temos receio da forma como as coisas irão correr no futuro. Sentimos um medo que nos acompanha todos os dias, pois já sofremos no passado com alguém que nos magoou...

Sentimos-nos sozinhos e com um silêncio e quietude que nos rodeia, mesmo com a pessoa que amamos ao nosso lado, pois ela não nos compreende verdadeiramente, apesar de também nos amar.

 

E não nos é fácil adormecer, pois inconscientemente lembramo-nos do que sofremos no passado. Demoramos um pouco a ultrapassar essa nossa ansiedade e a acalmar-nos e convencer-nos de que a pessoa ao nosso lado nunca nos irá magoar intencionalmente.

 

Sentimos que a nossa esperança no futuro tem de ultrapassar o medo que temos. Mas para isso, precisamos de ser fortes como as ondas no oceano para não desanimarmos e quebrarmos. Apercebemo-nos de que não podemos seguir cegamente a pessoa que amamos e temos de seguir o nosso próprio caminho. Pois temos de pensar em nós próprios e um futuro nunca será risonho se apenas nos preocuparmo-nos em fazer a outra pessoa feliz, e sermos apenas nós a fazer os sacrifícios na relação. Pois é um amor terrível aquele em que estamos dispostos a fazer tudo por alguém, mas que nos faz por vezes sacrificar um pouco de nós.

 

 

"It's a terrible love
That I'm walking with spiders
It's a terrible love that I'm walking with...

It's a terrible love
That I'm walking with spiders
It's a terrible love that I'm walking with...

It's quiet company
It's quiet company...

And I can't fall asleep
Without a little help
It takes awhile
To settle down
My ship of hopes
Wait til the past leaks out...

It takes an ocean not to break
It takes an ocean not to break
It takes an ocean not to break

 

But I won't follow you
Into the rabbit hole
I said I would
But then I saw
your ship of woes
They didn't want me to..."

 



 

 

publicado por Matt Xell às 08:19 link do post
02 de Setembro de 2011

Uma versão de uma música de Bon Iver que ouvi nos Diários de um Vampiro.

 

Por vezes, tudo corre bem na nossa relação. Mas com o tempo as coisas podem mudar, e a relação pode depois azedar. E nós tentamos perceber de quem será a culpa... mas seja como for, nenhum dos dois não conseguirá não sair magoado da relação.

E acabamos também por reflectir no tempo que perdemos na relação com a pessoa que achávamos que seria a pessoa certa para nós...

 

 

"I told you to be patient
I told you to be fine
I told you to be balanced
I told you to be kind
In the morning I'll be with you
But it will be a different "kind"...


I'll be holding all the tickets
And you'll be owning all the fines...

 

Now all your love is wasted?
Then who the hell was I?
Now I'm breaking at the britches
And at the end of all your lines."

 

 

publicado por Matt Xell às 18:56 link do post
My playlists

Update: 10 músicas que transferi recentemente para o meu leitor de mp3

1. David Fonseca - All that I Wanted

2. Maroon 5 - Payphone

3. Taylor Swift - We are never getting back together

4. Fun - Some Nights

5. Michael Kiwanuka - Home Again

6. Christina Perry - A Thousand Years

7. Florence & The Machine - Shake it out

8. Keane- Silenced by the night

9. Gotye - Somebody that I used to Know

10. Awol Nation - Sail

 

Setembro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
subscrever feeds
mais sobre mim
Contactos

Perfil Facebook

links
Os meus filmes

Filme Favorito

Clube dos Poetas Mortos

Update: Último filme que vi no cinema...

Patrulha de Barro

Nota: ***

Último filme em DVD que vi...

Os Vingadores

As minhas séries de TV

Série Favorita de todos os tempos

Friends

Update: Séries que estou a ver...

- Sangue Fresco

- A Teoria do Big Bang

- Foi assim que aconteceu

Séries que estou a descarregar da Net...

The Voice- Season 3

Guilty Pleasure

Glee

Os meus livros

Último Livro que li

O mar de Ferro - George R. Martin

Update: Livro que estou a ler

A Rapariga que sonhava com uma lata de gasolina e um fósforo- Steig Larsson

Próximo livro na minha mesa de cabeceira

A Dnça dos Dragões- George R. Martin

blogs SAPO